sexta-feira, 5 de maio de 2017

De Mala Pronta


Fiz minha mala numa tarde de domingo, quando você demorou demais para voltar pra mim. Jurei não voltar pra você, não olhei pra trás quando deixei o bilhete no armário, doeu fechar a porta do quarto vazio, deixei a cama arrumada e prometi nunca mais bagunçar aqueles lençóis . não senti nada ao subir naquele ônibus, mas chorei como uma criança ao ver morrer o sonho de ter um filho com seus olhos. O que você estava fazendo quando não estava nos meus braços?  Eu vou voltar pra casa e nunca voltar pra você. 
Sobre 04/12/16
Isabela C Moraes
09/12/16

"Quem procurar não vai me achar
Já encontrei o meu lugar
É triste, por ser longe de você
É triste, por eu não saber voltar pra casa e ver...

Que tudo que eu deixei pra trás
As cartas em cima da mesa..."
Contas Vencidas - Fresno

quinta-feira, 2 de março de 2017

Veneno

Eu amei alguém tóxico. Talvez tenha sido recíproco e eu tenha sido tóxica também, mas sei que amei. E nunca soube se fui amada. Tenho apenas lembranças, boas e ruins, se é que isso existe, são lembranças. Eu já amei  alguém tóxico. Eu não me arrependo. Amei intensamente em cada briga. E amei em cada passeio de mãos dadas. Amei quando chorava seus exageros . amei sorrir com suas declarações. Amei quando me acusava. Amei aqueles olhares de pedidos de desculpas. Amei os olhares de recrminação. Amei o sim e amei o não. Eu amei deitar-me ao lado de uma pessoa sem saber se ela iria me querer ali na manhã seguinte. Amei fazer amor até de madrugada. Eu amei esperar desesperada por uma ligação depois dos rompantes que soavam como términos. Eu amei pensar que “dar um tempo” tornava a relação mais forte. Eu amei os beijos apaixonados. Eu amei me convencer de que os rompimentos eram obstáculos e que voltar era superação. Eu amei a ansiedade que me corroía nas noites em que não me ligava. Eu amei as ligações arrependidas que me interrompiam o sono. Amei as promessas sussurradas. Amei as críticas exaltadas. amei os belos desenhos. amei a rasura dolorosa que deixou em mim. Eu amei alguém tóxico. Talvez eu não consiga desintoxicar.

Isabela C Moraes
02/03/17

"All I'll can ever be to you
Is a darkness that we know,
And this regret I got accustomed to.
Once it was so right
When we were at our high,
Waiting for you in the hotel at night.
I knew I hadn't met my match,
But every moment we could snatch,
I don't know why I got so attached.
It's my responsibility,
And you don't owe nothing to me,
But to walk away I have no capacity."

Tears Dry On Their Own - Amy Winehouse

segunda-feira, 7 de março de 2016

No Good

Tão entorpecida, tão perdida, vagando pelos corredores, colecionado amores passageiros para aliviar a dor que não passa. Tropeça e cai, ergue-se e vai, deixa tudo para trás, não deixa nada, leva o futuro e não se desfaz do passado. Vive morrendo de amor, arde de paixão sem sentir coisa alguma. Grita pro vento e faz-se ouvir no silêncio, cala-se cheia de verdades e cobre-se de mentiras. Não vem aqui nem fica lá, deixa claro de início que o fim é obscuro e não conte com ela para sair do fundo do poço, sua bondade é por demais cruel com quem lhe afaga, cheia de espinhos com quem lhe trai. Está agora de joelhos, implorando distância e solidão para se reconstruir e, cercada de angústias, se refazer.
Isabela C Moraes
08/01/2016
"I cheated myself
Like I knew I would
I told you, I was trouble
You know that I'm no good"Good - Amy Winehouse

You know I'm no 

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Porto

Há um cais do porto em mim, enferrujado, feito de chegadas e partidas, feito da espera por um grande amor, feito dos encontros eternizados em abraços cheios de saudades, há âncoras esquecidas e há correntes quebradas o no fundo da límpida e salgada água onde molho os pés enquanto choro, há um sorriso que o dourado pôr do sol desperta, há lembrança e esquecimento de quem certo dia atracou, de quem se despediu ao amanhecer, e foi com a maré, há um coração  inocente  entregue ao mais leviano marinheiro, há um pouco de mim e um tanto de você, há amor e há também abandono, há noivos em núpcias e há viúvas de guerra, há presença e também há falta, há vida e há morte, há desespero e há também esperança. Ah, amor, não sabes o quanto te esperei, sob chuva e sob sol, encarando o vento salgado que me cegou e endureceu meu coração. Ah, amor, há Amor e é teu, ancore aqui e me beije até enferrujar, fique e faça em mim tua casa.

14/12/15
Isabela C Moraes

"Come with me

My love
To the sea
The sea of love
I want to tell you
how much
I love you"
Cat Power - Sea of Love

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

último ato


Com a tua fuga eu vi o vazio. Estava tão submersa em nós que não sabia mais ser eu. Notei que todos os lugares eram teus, a plateia, a crítica, a iluminação, só contracenava com você, atuava somente no teu palco, era somente você por trás das cortinas quando o show acabava. E depois de tudo ainda era só você na minha vida.
Tive medo, você voltou disposto a consertar tudo, a rever os ensaios e corrigir as falas desencontradas, refazer as marcações de cena. Mas o temor do vazio ainda me perseguia, a qualquer momento você poderia voltar atrás, me deixar monologando para as poltronas, no escuro. Eu fiz novas audições, vendi ingressos, ainda guardei o teu lugar, mas nosso show acabou.

Isabela Moraes
12/10/15

"Pro tanto que eu te queria o perto nunca bastava
E essa proximidade não dava
Me perdi no que era real e no que eu inventei
Rescrevi as memórias, deixei o cabelo crescer
E te dedico uma linda história confessa"

a Noite - Tiê